• (19) 2042-2150
  • (11) 4210-8150

Segurança de dados para pequenas empresas: por que ter?

Segurança de dados para pequenas empresas.

 

O que é segurança de dados?

Que a pandemia acelerou a transformação digital, não é novidade para ninguém, certo? Mas na medida que esse processo veio para facilitar a vida de negócios de vários setores, desde empresas de pequeno porte até empresas globais, ele também serviu para alertar sobre outras questões relacionadas ao ambiente virtual.

As empresas passaram a se tornar responsáveis pela segurança dos dados coletados, seja de clientes, funcionários, parceiros ou fornecedores.

Por estarem mais conectadas do que nunca, consequentemente, a preocupação com a questão da segurança cibernética passou a ser um assunto abordado de forma mais recorrente pelo universo empresarial.

Nesse sentido, a segurança de dados ou segurança da informação surgiu como  um conjunto de ações que buscam preservar a confidencialidade, integridade e a disponibilidade dessas informações. 

Pequenas empresas: alvo fácil

Mesmo os pequenos negócios passam hoje pela transformação digital, tornando-os mais conectados com os seus clientes, assim como resultando em processos mais digitais e produtivos. 

Por outro lado, estas empresas tornam-se mais dependentes das informações geradas pelos seus sistemas e a sua responsabilidade pelo armazenamento de dados de clientes e fornecedores é ainda maior.

Mão acionando segurança cibernética

A segurança cibernética é fundamental para pequenas empresas.

Não somente para as grandes corporações, mas também para as PMEs, tornou-se muito acessível os sistemas de colaboração e compartilhamento de documentos, sistemas de CRMs e ERPs permitindo a gestão dos processos e dos clientes de um negócio. 

Esses recursos trazem muitos ganhos para as empresas de pequeno porte, mas se as proteções necessárias não forem implementadas, acabam expondo a empresa aos ataques externos e até a um possível vazamento de dados.

De acordo com um estudo da Kaspersky Lab, mais de 65% das empresas vítimas de ciberataques são pequenas empresas. Esse dado nos mostra como pequenas empresas são alvos fáceis para os criminosos, já que é muito comum a preocupação com a gestão e segurança dos dados não ser tida como prioridade. 

Isso ocorre por maiores dificuldades de acesso a sistemas profissionais de backup e por não contar com fornecedores qualificados. 

Além de serem presas mais fáceis, as pequenas empresas são mais dependentes das suas informações e, em casos de sequestro de dados — o temido ransomware —, são mais suscetíveis a pagar o resgate por não saberem como lidar com esse tipo de crise.

Segurança de dados para pequenas empresas

Quanto mais as pequenas empresas crescem, observa-se com muita frequência que as necessidades de segurança de dados para pequenas empresas ficam para trás e não acompanham as novas necessidades de proteção.

Portanto, empresas que possuem uma grande quantidade de geração de dados, ainda que sejam pequenas em relação ao número de funcionários ou alcance, precisam se atentar às questões de segurança digital. Principalmente quando falamos sobre dados sensíveis, que são aqueles que tornam uma pessoa identificável. 

No Brasil, a Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (LGPD) estabelece como responsabilidade da empresa a adoção de medidas que garantam a segurança dos dados. Além disso, ela também prevê sanções administrativas e até multa em casos de não conformidade. 

O órgão que fiscaliza e garante o cumprimento da legislação é a Autoridade Nacional de Proteção de Dados Pessoais (ANPD). 

Mas isso não quer dizer que outros dados do negócio não precisam de atenção. Infelizmente é comum que uma empresa pequena esqueça que eles são ativos estratégicos valiosos e justamente por isso estão na mira de cibercriminosos. O gerenciamento dessa informação é uma parte das responsabilidades de quem cuida da Infraestrutura de TI de uma organização.

Executivos implementando segurança de dados na pequena empresa.

As medidas de segurança devem ser cultivadas na cultura da empresa.

Ao implementar um plano de segurança de dados, é feito um inventário de todas as informações geradas pela empresa, que são hierarquizadas pelo seu grau de relevância para a continuidade do negócio

Para diferentes tipos de dados são adotadas estratégias com o foco de prevenir quaisquer violações à segurança das informações.

Parte da responsabilidade da equipe de TI, que cuida do tratamento dos dados, é fazer um inventário de todas as informações geradas pela empresa e estabelecer a prioridade dos dados para a continuidade do negócio. Assim, vale adotar a melhor estratégia para a prevenção de quaisquer perdas, seja por ataques externos ou falhas internas.

Benefícios da segurança de dados

É sempre bom lembrar que quando falamos sobre a segurança da informação, falamos de práticas e de consistência. Não se resolve questões de segurança de uma vez por todas. 

Um caminho possível é as empresas desenvolverem uma cultura que preza pela segurança e a integridade dos dados.

Isso se constrói com alguns passos importantes, como a proteção aos hardwares e softwares utilizados pela empresa, treinamento dos colaboradores, cuidados com a rede, e muito mais. 

Tudo isso é feito durante a elaboração da Política de Segurança de Informações, uma espécie de guia que dita como deve ser feita a gestão de dados de um negócio e suas medidas protetivas.

Contudo, nem todas as pequenas empresas dispõem de recursos financeiros para uma equipe de TI robusta, que dê conta desse tipo de tarefa. Mas para isso existem soluções diversas, como a contratação de gerenciados de TI especializados nesse tipo de monitoramento.

Profissional de Tecnologia da Informação ajudando funcionário

Pequenas empresas que terceirizam seus serviços de TI ganham segurança e garantia dos serviços prestados.

Como contratar serviços?

Muitas organizações buscam a garantia da segurança das suas instalações, independentemente de terem filiais, funcionários remotos ou lojas de varejo. 

Contudo, infelizmente, essa preocupação nem sempre é a mesma com o ambiente virtual da instituição. Mas ter um fornecedor qualificado para soluções de segurança de rede é um fator extremamente importante para a segurança dos dados.

Para isso, existem tecnologias, como a gestão de firewall de última geração e soluções de gerenciamento de ameaças unificadas, projetadas especificamente para organizações com menos recursos e experiência interna limitada. 

Soluções profissionais também podem ser contratadas no modelo de serviço, como BaaS (Backup as a Service), trazendo os seguintes benefícios:

  • Redução da infraestrutura interna e manutenções, pois estão hospedados em nuvem e com gerenciamento remoto;
  • Redução de custos com aquisição de equipamentos e licenças;
  • A pequena empresa poderá focar no seu negócio, delegando a segurança para empresas especializadas;
  • Segurança de dados e garantia de disponibilidade. A PME poderá ter acesso à infraestrutura em nuvem de classe mundial, com baixo custo;
  • Acesso aos dados em qualquer hora e de qualquer lugar, de forma segura;
  • Atualizações constantes de segurança e gerenciamento 24 X 7.

As soluções em nuvem de Backup, podem fornecer o mesmo nível de segurança que soluções empresariais complexas, mas com custo e com requisitos de configuração e gerenciamento bastante simplificados.

Um exemplo claro disso é a ArtBackup. Com direito à personalização, segurança e gerenciamento centralizado, você pode conhecer e testar os serviços da plataforma por 30 dias clicando no banner abaixo. 

Aproveite e invista na segurança de dados para pequenas empresas!

Teste a ArtBackup por 30 dias. Solicitar gratuitamente.

Índice

Aprofunde seu conhecimento com nossos e-books

DATASAFER
Av. Antônio Artioli, 570 - CJ 34, Swiss Park Office - Campinas/SP - CEP: 13049-900 CNPJ: 17.549.929/0001-77
Política de Privacidade | Termos de Uso